INÍCIO

“É do conhecimento geral que a atual recessão económica está a afetar as organizações de diferentes formas, em particular a implementação de atividades e práticas de gestão da Qualidade. Apesar disso, a maioria das organizações continua a destacar a aposta na Qualidade como uma vantagem competitiva no mercado global e como estratégia “anti-crise”.

De facto, uma organização que fornece produtos ou presta serviços de elevada Qualidade pode tirar partido da situação de duas formas. Por um lado, com produtos e serviços de elevada Qualidade e superiores aos da concorrência, não perde quota de marcado e vê os seus resultados financeiros melhorados. Por outro lado, é incentivada a adotar metodologias que aumentam a maturidade da sua gestão e contribuem para uma postura organizacional mais competitiva.

No contexto atual que Portugal atravessa, precisamos, urgentemente, que as nossas organizações, públicas e privadas, atinjam um nível de Qualidade superior, sendo necessário, para isso, o envolvimento e o contributo de todos os Profissionais da Qualidade. Indo ao encontro de uma das conclusões do estudo “O Futuro da Qualidade em Portugal”, promovido pela Associação Portuguesa para a Qualidade (APQ) em 2010, “os Profissionais da Qualidade deverão atuar como gestores da mudança e dinamizadores da excelência, com capacidade de antecipação e de envolver a gestão de topo das organizações”.

 

A organização e a ideia subjacente ao 37º Colóquio da Qualidade pretendem ser isso mesmo – um agente de mudança. Assim, a APQ pretende que o Colóquio de 2012 seja um momento que contribua para a mudança e inversão da situação atual.

 

Com o evento deste ano pretendemos alcançar três grandes objetivos:

 

- Sessão Plenária: reflexão sobre como a Qualidade pode ajudar as organizações e, em última instância o País, a descolar do cenário atual de crise económica.

 

- Sessão “Made in Qualidade”: mostrar do que de melhor se faz nas organizações Portuguesas na área da Qualidade, para que as empresas oradoras sirvam de inspiração para as restantes organizações nacionais.

 

- Sessão “Made in Portugal”: mostrar que aquilo que se faz em Portugal nos mais variados setores está ao nível dos melhores exemplos mundiais.

 

A realização do 37º Colóquio da Qualidade na cidade de Guimarães, conhecida como a cidade-berço de Portugal, deve constituir-se ele próprio como um fator agente de mudança. Guimarães é, em 2012, Capital Europeia da Cultura. Com esta aposta pretendemos associar o que de melhor se faz na área da Qualidade em Portugal ao que de melhor se faz na área cultural.

 

Uma organização Excelente é aquela que alcança resultados superiores através da melhoria contínua dos seus produtos e serviços, que supera as expectativas dos seus clientes, que é reconhecida pelos seus pares e que é sustentável. Não é fácil ter uma organização Excelente, mas é um desafio que deve ser perseguido por todos. Da mesma forma, sabemos que não será fácil organizar um Colóquio de Excelência. A Associação Portuguesa para a Qualidade está comprometida em perseguir esse desafio no âmbito da organização do 37º Colóquio da Qualidade!

 

A Comissão Técnica:

 

António Ramos Pires
Presidente da Direcção da APQ

 

Isabel Almeida
Coordenadora dos Serviços Técnicos da APQ

Isabel Nogueira
Vice-Presidente da Direcção APQ/DRN

 

José António Sarsfield Cabral
Professor Catedrático e Pró-Reitor da Universidade do Porto

 

José Oliveira
Deployment Business Excellence da Bosch Car Multimedia Portugal

 

Luís Fonseca
Professor Adjunto do ISEP

 

Paulo Sampaio
Presidente da Direcção da APQ/DRN

 

Pedro Esquível
Coordenador do Programa Desenvolvimento Sustentável da Efacec Sistemas de Gestão, S.A.

PROGRAMA

CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO

PRÉMIO PARA EQUIPAS DE MELHORIA

PATROCINADORES

CONTACTOS

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

ORGANIZAÇÃO

PATROCINADORES OURO

PATROCINADORES PRATA

PATROCINADORES BRONZE

APOIOS

MEDIA PARTNER

 
www.apq.pt